Fechar Fechar
Relais & Chateaux é uma coleção exclusiva dos 500 melhores hotéis de luxo e restaurantes gourmet em 60 países.
Das vinhas de Napa Valley até as praias de Bali, as oliveiras na Provence até as reservas da África do Sul, Relais & Châteaux reúne as paisagens mais bonitas da viagem para descobrir todas as regiões de cada país.
Fechar Fechar
A arte de dar Relais & Châteaux com nossos pacotes e certificados de presente CRÉATION. Para um fim de semana encantador em um ambiente excepcional, uma vida fora do mundo, ou um jantar gourmet à mesa de um dos nossos grandes chefs, mais de 300 casas Relais & Chateaux bem-vindos aqueles que você selecionado para preencher, para uma experiência inesquecível.

Beneficiário de um presente CRÉATION? Beneficiário de um passe LYS?

Fechar Fechar
Descubra uma turnê mundial da coleção da Relais & Chateaux. Seja qual for a ocasião, independentemente da duração da sua estadia, cada instituição vai oferecer o melhor de sua cultura e seu terroir.
Nosso canal de televisão
Veja os nossos vídeos temáticos
 
 
Fechar Fechar
Viver uma experiência Relais & Châteaux é experimentar novas sensações. Cada uma das nossas instalações oferece para explorar uma paleta sensorial única, onde a beleza de um lugar, o calor da acolhida e da qualidade de uma tabela são combinados à perfeição. Fragrâncias e sabores, cores e paisagens tornam cada estadia um momento raro e intenso
Fechar Fechar
Descubra a excelência da gastronomia oferecida em nossas instituições: Clássico ou contemporâneo, é sempre inventivo e surpreendente. Criatividade comemorado em todo o mundo, como nossos grandes Chefs estão entre a elite da gastronomia mundial.

Imprimir esta página Envie esta página para um amigo

Dal Pescatore Santini.

Restaurante de um Grand Chef Relais & Châteaux no campo. Itália,Canneto S/O (Mantova)

Nadia et Giovanni Santini

Chef
Dal Pescatore Santini Canneto S/O (Mantova) I-46013

A história da família Santini começou em 1925 com Antonio Santini, o avô de meu marido, que voltava da grande guerra com a sua mulher Teresa – ele era pescador e tornou-se estalajadeiro. Com seu filho Giovanni, meu sogro, e a mulher deste último, Bruna, a minha sogra, ele transformou a casa da família em restaurante. Eu encontrei Antonio quando nôs estudávamos Ciências Políticas e Ciências da Alimentação em Milão. Nós nos casamos em 1974 e partimos em viagem de núpcias para a França: foi a revelação. Nós descobrimos lá a arte do bem-viver e da grande cozinha. Nós travamos conhecimento com grandes chefes e, de retorno à casa, deu vontade de ser como eles.
Nossos dois filhos, Giovanni e Alberto, se apaixonaram também pela cozinha. Giovanni, o mais velho depois dos estudos na Universidade de Ciências da Alimentação, decidiu passar para trás dos fornos comigo e com a minha sogra, Bruna.
No Pescatore, nós fazemos uma cozinha do essencial, que tem como alvo valorizar os melhores produtos da natureza.
Nós definimos a nossa cozinha pela busca da verdade: aquela que permite a síntese entre simplicidade e valorização dos produtos.


Qual foi a sua maior emoção gastronômica?
Todos os "grandes" restaurantes nos emocionam e nos fascinam pela ligação entre a cozinha e aqueles que a fazem. Nisso, eles são lugares de emoção. É aquilo que nós experimentamos, por exemplo, no Auberge de l’Ill d’Illhaeusern, com os Haeberlin e em Collonges no Mont d’Or, com Paul Bocuse.

O incidente mais divertido pelo qual você passou?
Uma noite, o nosso restaurante estava repleto. Todos os clientes estavam sentados às mesas, quando uma terrível tempestade cortou a eletricidade e o gás. Nós acedemos velas, servimos culatello e champanhe, enquanto esperávamos que o técnico restabelecesse as linhas. Tudo voltou ao fim de uma hora, e foi finalmente o começo romântico de uma noite maravilhosa... Mas, que susto!

Seu conselho mais importante para os cozinheiros de fim de semana?
Valorizar os produtos pela união da simplicidade, da fantasia, do rigor e da sabedoria.