Fechar Fechar
Relais & Chateaux é uma coleção exclusiva dos 500 melhores hotéis de luxo e restaurantes gourmet em 60 países.
Das vinhas de Napa Valley até as praias de Bali, as oliveiras na Provence até as reservas da África do Sul, Relais & Châteaux reúne as paisagens mais bonitas da viagem para descobrir todas as regiões de cada país.
Fechar Fechar
A arte de dar Relais & Châteaux com nossos pacotes e certificados de presente CRÉATION. Para um fim de semana encantador em um ambiente excepcional, uma vida fora do mundo, ou um jantar gourmet à mesa de um dos nossos grandes chefs, mais de 300 casas Relais & Chateaux bem-vindos aqueles que você selecionado para preencher, para uma experiência inesquecível.

Beneficiário de um presente CRÉATION? Beneficiário de um passe LYS?

Fechar Fechar
Descubra uma turnê mundial da coleção da Relais & Chateaux. Seja qual for a ocasião, independentemente da duração da sua estadia, cada instituição vai oferecer o melhor de sua cultura e seu terroir.
Nosso canal de televisão
Veja os nossos vídeos temáticos
 
 
Fechar Fechar
Viver uma experiência Relais & Châteaux é experimentar novas sensações. Cada uma das nossas instalações oferece para explorar uma paleta sensorial única, onde a beleza de um lugar, o calor da acolhida e da qualidade de uma tabela são combinados à perfeição. Fragrâncias e sabores, cores e paisagens tornam cada estadia um momento raro e intenso
Fechar Fechar
Descubra a excelência da gastronomia oferecida em nossas instituições: Clássico ou contemporâneo, é sempre inventivo e surpreendente. Criatividade comemorado em todo o mundo, como nossos grandes Chefs estão entre a elite da gastronomia mundial.

Imprimir esta página Envie esta página para um amigo

Aoyagi.

Restaurante de um Grand Chef Relais & Châteaux em uma cidade. Japão,Tokyo

Hirohisa Koyama

Chef
Aoyagi Tokyo 106-0041

Eu me graduei como engenheiro mecânico na universidade. A minha família vem gerenciando um restaurante há mais de 100 anos, então eu acabei por me tornar um chef. Talvez eu pudesse ter ganhado a minha vida com o que aprendi na universidade, mas eu já amava a cozinha desde que era um menino, e assim fui, naturalmente, absorvido pela vida que tenho agora. Desde então, eu tenho me esforçado para criar pratos cada vez mais deliciosos, 24 horas por dia, 365 dias por ano. Essa é a minha vida como grand chef.


Qual foi a sua experiência gastronômica mais emocionante?
Um prato crocante que minha mãe preparava e que tinha um som de trovão. Eu o chamava de Thunder Bowl (Tigela Trovão).
Cresci como o filho do dono de um restaurante e por isso não me lembro de ter jantado alguma vez com minha família durante toda a minha vida. O restaurante sempre estava cheio na hora do jantar.
Sentia tanta fome quando chegava do colégio que implorava para minha mãe preparar um Thunder Bowl, que é uma simples tigela, que se torna crocante, porque leva tofu fritado e tenkasu (pequenos pedaços de massa frita que se produzem quando se prepara tempura); em seguida, se adicionam os temperos e se aquece o arroz. Mas a tigela que minha mãe fazia é muito mais deliciosa do que a minha, mesmo sendo eu um chef profissional. Acho que não sou capaz de igualar o sabor do prato feito por minha mãe.

E o incidente mais divertido relacionado com a cozinha?
Aconteceu 10 anos atrás, no Reino Unido, durante uma feira culinária.
Na véspera da feira, coloquei feijão de molho, mas, na manhã seguinte, quando fui observá-los, eles não haviam mudado. Achei estranho porque normalmente os feijões amolecem um pouco quando passam a noite de molho. A alga seca de Naruto também não havia amolecido devido à diferença entre a qualidade da água do Reino Unido e do Japão.
A água da torneira no Reino Unido é dura, e é por isso que comidas secas não são bem hidratadas. Essa foi a minha primeira experiência com este fenômeno. Houve muitos outros casos que foram experiências únicas. Solicitei, certa vez, a um assistente que me ajudasse a preparar Anmitsu (geléia de feijão e pedaços de fruta servidos em xarope) com uma gelatina ágar, mas ele a jogou fora porque pensou que fosse uma embalagem. Hoje eu posso rir dessas experiências, causadas pelas diferenças entre países e culturas.

Seu melhor conselho para os cozinheiros que estão começando?
Seja o segundo melhor chef, porque a mãe é sempre o MELHOR chef!